PENTECOSTAIS X NEO-PENTECOSTAIS

PENTECOSTAIS X NEO-PENTECOSTAIS

Venho eu abordar com um tema que gera muita discução e divisão nas igrejas o movimento pentecostal e depois o surgimento dos neo pentecostais.

Ficam os dois seguimentos se dividindo como se fossem inimigos, se chamando de fanáticos e portas largas.

Eu acho um absurdo isso.

Qual dos dois está certo?

NENHUM DOS DOIS.

Vamos primeiro saber o que é o tal pentecostes.

Era para os judeus uma festa de grande alegria, pois era a festa das colheitas. Ação de graças pela colheita do trigo. Vinha gente de toda a parte: judeus saudosos que voltavam a Jerusalém, trazendo também pagãos amigos e prosélitos. Eram oferecidas as primícias das colheitas no templo. Era também chamada festa das sete semanas por ser celebrada sete semanas depois da festa da páscoa, no qüinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa “qüinquagésimo dia”.

No primeiro pentecostes, depois da morte de Jesus, cinqüenta dias depois da Páscoa, o Espírito Santo desceu sobre a comunidade cristã de Jerusalém na forma de línguas de fogo; todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas (At 2,1-4). As primeiras colheita aconteceram naquele dia, pois foram muitos os que se converteram e foram recolhidos para o Reino.

Sabendo agora o que é pentecostes, me respondam queridos leitores do meu site.

O que tem haver pentecostes com crente sapatinho de fogo, igreja pentecostal de fogo, crente de fogo?

Sendo que crente de fogo nada mais faz do que pular dentro da igreja e sapatear.

Não sou contra manifestações do Espirito Santo, liberdade ao Espirito e os que se dizem pentecostais ou crentes de fogo nem sabem o que dizem.

Por que pentecostes era festa das colheitas, ou seja, colher, ganhar almas e nada haver com reteté.

Por que quem pula e fala línguas estranhas rodopiando edifica a si mesmo e nada tem haver com a descida do Espirito de Atos 2.

Os dons foram dados e repartidos como línguas de fogo e poderia ser de outra forma, mas Deus escolheu fogo, daí os crentes acham que ser crente de fogo é ser cheio do Espirito.

Ser cheio do Espirito são dons dados por Deus para que pudessemos ser capacitados para ganhar almas, com dom de pregar, de pastorear, de louvar, de exortar…

O QUE TEM HAVER PENTECOSTES COM CRENTE DE FOGO? NADA.

PENTECOSTES É O MESMO QUE DIZER: IDE, VAI COMEÇA A COLHER O TEMPO QUE ESTÁ GIRANDO E PULANDO NA SUA IGREJA.

Agora aos neo pentecostais.

Não sou contra vocês, pelo contrário acho interessante a forma inteligente ao qual usam seus meios para ganhar almas e isso é muito eficaz, pois as igrejas são cheias de pessoas carentes e sedentas.

Mas daí quanto ao termo NEO PENTECOSTAL.

É o mesmo que dizer que ouve uma nova festa de colheita? Ou uma nova descida do Espirito?

Quando ocorreu outro ato semelhante ao de Atos 2?

Vamos entender o NEO PENTECOSTE.

O Neopentecostalismo é uma vertente do evangelismo que congrega denominações oriundas do pentecostalismo clássico ou mesmo das igrejas cristãs tradicionais (batistas, presbiterianos, etc). Surgiram sessenta anos após o movimento pentecostal do início do século XX (1906, na Rua Azuza), ambos nos Estados Unidos.

As igrejas neopentecostais se baseiam em uma doutrina conhecida como “confissão positiva”, também chamada Teologia da Prosperidade. “Confissão positiva é um título alternativo para a teologia da fórmula da fé ou doutrina da prosperidade promulgada por vários televangelistas contemporaneos.

Outros ensinamentos comuns em igrejas neopentecostais são a batalha espiritual (confronto espiritual direto com os demônios), maldições hereditárias, possessão de crentes (domínio demoníaco sobre as pessoas, resultando em doenças ou fracasso.

Agora me respondam? Quem está errado ai?

Se ambas pregam Jesus, ambas tratam da alma, ambas levam para o céu?

Afinal confessam o mesmo Deus ou não?

Pra que essa disputa e troca de farpas entre os dois generos?

São apenas formas difentes de pensar.

Única coisa que critico é a forma que apresentam os nomes.

Pentecostal crente de fogo e neo pentecoste como se tivesse ocorrido uma nova descida do Espírito em Atos 2.

A forma dos neo pentecostais tratarem dos dependentes, das pessoas com traumas emocionais, a forma receptiva deles, a entrega deles e o quebrantamento é muito forte.

Já os pentecostais são crentes mais avivados pra oração e são muito fechados em panelinhas e chegam ser anti sociais.

Não é uma critica mas uma forma de exortar que agindo dessa forma de competição nenhum dos dois generos estão corretos.

Se uma usa de costume e outra é mais liberal, cada um fica onde se sente bem, mas ficar usando púlpitos para trocarem farpas unam-se e pratiquem o verdadeiro pentecoste que significa FESTA DA COLHEITA.

IDE PREGAI O EVANGELHO POR TODO MUNDO.

IDE FAZEI DISCIPULOS.

E LEMBREM-SE PENTECOSTAIS OU CRENTES DA COLHEITA E NEO PENTECOSTAIS, O DEVER DE VOCÊS É A PRÁTICA DO IDE DE JESUS E NÃO DESSA DISPUTA DE REINO CONTRA REINO.

QUEM É POR NÓS E CONFESSA A MESMA FÉ, NÃO É INIMIGO E NOSSO INIMIGO É O DIABO.

PAZ A TODOS.

E.mail para contato: fabyisraelvianna@r7.com

Site: www.fabianavianna.wordpress.com

Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=17505669188762948394

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS


Anúncios

MUITOS SÃO OS CHAMADOS E POUCOS ESCOLHIDOS?

MUITOS SÃO OS CHAMADOS E POUCOS OS ESCOLHIDOS

Eis que venho falar de um versículo que vejo tanta gente interpretando de forma errônea e podem bater o pé quem quiser, eu creio num Deus que não faz acepção de pessoas e que chamou a todos para a salvação.

Leremos o versículo que todos aplicam de forma que me irrita muito.

Mateus 22:14

Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

Interpretar essa passagem como: DEUS CHAMA a MUITOS, MAS ESCOLHE POUCOS.

É um absurdo!

É o mesmo que dizer que Deus se contradiz que Deus é falho, por que todos são chamados a salvação.

Entre as quais são também vós chamados para serdes de Jesus Cristo. Romanos 1:6

Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor. 1ª Coríntios 1:9

Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, Tito 2:11

E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem; Hebreus 5:9

Creio que com os versículos acima consegui provar que Deus chamou a todos para serem salvos e dizer que Deus chama e escolhe poucos é um erro grotesco nas Escrituras.

Quem são então os escolhidos?

1ª Coríntios 1:24

Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.

Chamados para a salvação foram todos nós e os chamados para a salvação em Cristo somos nós os gentios.
Atos 28:28

Seja-vos, pois, notório que esta salvação de Deus é enviada aos gentios, e eles a ouvirão.

Todos sabem que se não fosse o endurecimento de Israel, todos os gentios estariam sem a salvação, o povo de onde veio o Messias foi de Israel, eles foram o povo escolhido, mas ouve endurecimento em seus corações.

Romanos 11:7

Pois quê? O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos.

Romanos 11:11

Digo, pois: Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para incitá-los à emulação.

Então digo que meu Deus não faz acepção de pessoas de chamar muitas e escolher a quem mais lhe agradar, para a salvação todos são chamados, até mesmo Israel.

Muitos de nós que somos maioria somos chamados, e os poucos escolhidos de Israel no tempo Deus os resgatará. Eles são o povo escolhido de Deus desde o principio e nós os gentios os chamados.

Efésios 1:5

E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade.

Fomos adotados pela graça de Deus, fomos alcançados graças à dureza de Israel.

Mais uma vez digo, Deus chamou a todos para a salvação, porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.Romanos 2:11

Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas. Atos 10:34

AMÉM.

QUALQUER DUVIDA ME PROCURE.

MSN: FABIANA-VIANNA@HOTMAIL.COM

Montes Claros-MG, 18 de setembro de 2010.

Fabiana Vianna Rapaki.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

ALIMENTANDO-SE DO PÓ

COMERÁ O PÓ.

Lendo eu o livro de Gênesis sobre o juízo decretado por Deus a serpente e sempre fiquei intrigada com um versículo.

Gênesis 3:14 (Versão Corrigida 1995)

Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita {serás} mais que toda besta e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida.

Bem sabemos que literalmente uma serpente não come pó e se alimenta de animais de pequeno porte, como pode ser interpretada essa passagem de Gênesis?

Eu fiz então uma aplicação e sabendo que irei receber as inúmeras criticas, com tanto pregador falando heresia por ai, eu ao menos digo é apenas um pensamento ou uma aplicação que fiz ao versículo.

Peguei este outro versículo do mesmo capitulo pra chegar aonde quero:

Gênesis 3:19 (Versão Corrigida 1995)

No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te tornes a terra; porque dela foste tomado, porquanto é pó e em pó te tornarás.

A serpente todos sabe aqui figurativamente representa satanás, o alimento as serpente, ou seja, satanás passaria a roubar vidas e rastejando estaria, até a vinda do Cordeiro que esmagaria sua cabeça e a venceria.

A serpente aqui é satanás e o pó sua alma, o salário do seu pecado a morte espiritual que alimentaria a serpente.

Cuidado com o que anda fazendo, por que tem uma serpente a solta por ai, doida pra devorar sua alma, doida pra derrubar você com seu laço mortal e só quem está imune ao seu veneno quem aceitou Jesus como seu salvador.

Vigia e ore sempre, peleje por sua vida.

Por que o pó da terra, o pó da serpente pode ser você, por tanto clame o NOME DE JESUS.

Por que ele vos deu poder para pisar nas serpentes e escorpiões.

Lucas 10:19 Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.


Maiores detalhes da mensagem falem comigo no meu MSN: FABIANA-VIANNA@HOTMAIL.COM

Montes Claros-mg, 18 de setembro de 2010

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

RECADO AOS HOMOSSEXUAIS E CRENÇAS QUE NÃO SÃO O EVANGELHO


DVD JÓIDE MIRANDA ADQUIRAM PELO E.MAIL: dvd.joide@gmail.com
ACESSEM O SITE DELE: http://joidemiranda.wordpress.com/o-dvd/
JÓIDE MIRANDA FOI TRAVESTI, HOJE É CASADO COM A MISSIONARIA EDNA, ELE ERA INFELIZ E SOFRIA MUITO.
SE VOCÊ QUE É HOMOAFETIVO E ESTÁ FELIZ FIQUE COMO ESTÁ VOCÊ TEM LIVRE ARBITRIO, DEUS NÃO TE OBRIGA A NADA, MAS SE SOFRE FAÇA COMO MEU AMIGO E PASTOR JÓIDE, MUDE

Estava eu essa semana ocupada com meus afazeres aqui em Gama no Distrito Federeal onde estou residindo e fui bombardeada lá da minha cidade natal São Leopoldo no Rio Grande do Sul. Fui atacada e taxada por homofobica e por não respeitar a liberdade de culto no Brasil, pois escrevi em meu site várias vezes contra idolatria.
Pois bem respeito e liberdade de culdo e a opção sexual de cada um, só não me peça para aceitar ou até mesmo cultuar aos guias da umbanda ou até mesmo entrar novemante em uma boate gay.
Tenho amigos e amigas homossexuais, amigos da umbanda, amigos espiritas, católicos, wiccanos e até mesmo satanistas, pessoas que convivem comigo. Não me meto na vida pessoal deles, assim como eles não se metem na minha vida pessoal ou a que Deus cultuo.
Prestar culto é reverenciar, adorar um deus e eu cultuo Jeová Criador dos céus e da terra.
Cada um tem o direito de cultuar o que quiser e fazer o que bem entende de seu corpo, alma e espírito.
Tenho uma tia na umbanda, ela recebe a entidade iemanjá, usa guias e colares nas cores de sua guia, temos um acordo: Tia não fala de iemanjá que eu não falo de Jesus.
Somos muito amigas e mando postais de onde estou para ela, então vejo pessoas desocupadas me bombardeando sem me conhecer direito e sem querer me conhecer me rotulam uma perseguidora dos umbandistas e homossexuais.
Isso não é verdade.
Sou a pessoa que mais entende e humaniza essas pessoas, sou chamada nas igrejas de falsa profeta por viver em armonia com pessoas de várias crenças e sem me envolver em atrituos com elas. Ficava irada quando via algum irmão ignorante da igreja, chamar gay de aberração ou coisa parecida, sempre dei ensinos falando o que é a umbanda como nasci em lar de mãe de santos e kardecistas.
Toda minha mudança de visual e a quem cultuo hoje nada tem haver com lavagem cerebral, se algum pastor me impos isso ou algo assim. Eu mudei por que eu quis mudar. Larguei práticas que não me fizeram bem. Que práticas? Crenças, deuses, seitas, magia, bruxaria, satanismo, parei de ir em paradas gays e em boates GLS.
Passei a ser uma pessoa honesta, sincera e esforçando-se ao máximo em ser uma pessoa melhor, isso é gerar pena em vocês que me criticam?
Eu era uma galinha, mentirosa, astuta, traiçoeira, falsa e hoje reverti esses defeitos e os transformei em qualidades pra que? Para agora sentirem pena de mim? Antes ninguém sentia pena da miserável mulher que eu era? Ou miserável homem? Fantasiada em uma mentira e num personagem vazio e sem nexo que criei, essa que escreve é a Fabiana Vianna, uma jovem comum que se converteu ao evangelho e hoje anda com uma Bíblia debaixo do braço, feliz da vida e orgulhosa de mim mesma.
Coisa boa deitar a cabeça e dormir em paz pensando: hoje não menti, hoje não magoei ninguém e se magoei peço perdão sempre.
Mas não darei satisfação da minha vida para ninguém, por que não vejo minha mãe fazem quase 2 anos, nem sei se ela aumentou o grau do óculos dela, não sei se aumentou os cabelos brancos dela e ficar suportando bombardeio de gente maldosa que nem me conhece eu não aceito.
Tenho uma opção simples para essas pessoas, esquecem que eu existo e parem de ler o que está me meu site, assim como não vou no orkut, msn, sites ou nas casas delas para falar mal de suas crenças, não vem em meu site criticar o que escrevo.
Se sabem que meu site é de evangelismo e se não aceita o evangelho, por favor não leia, nem me peça para parar.
O QUE DEUS FEZ EM MINHA VIDA, MUDOU MEU SER, MEU ANDAR, MEU FALAR E O AR QUE EU RESPEIRO DEVO A DEUS QUE ME CUROU DA ASMA E DOS PROBLEMAS DE SAÚDE SÉRIOS QUE EU TINHA.
DEUS UNIU MINHA FAMILIA E COM A FÉ QUE NUNCA TIVE ANTES E HOJE TENHO. JEOVÁ TU ES P MEU DEUS, JESUS OBRIGADA POR MORRER POR MIM. JESUS HOJE POSSO ESTAR COM UMA FACA NA MINHA GARGANTA QUE NÃO TE NEGO EM IPÓTESE ALGUMA, POR QUE SEI QUEM ÉS COMIGO. TUDO QUE O SENHOR ME FALOU SE CUMPRIU EM MINHA VIDA.
EU TE LOUVO HOJE E SEMPRE.
PODE VIR O INFERNO E AS TREVAS EM PESO CONTRA MIM EU NÃO ME CALAREI E NÃO DEIXAREI DE PREGAR A PALAVRA DE DEUS.


EU, JOIDE E EDNA ACESSEM: WWW.JOIDEMIRANDA.WORDPRESS.COM E VEJAM QUE TESTEMUNHO TEM ESSE NOVO HOMEM.


MISSIONARIO JOIDE MIRANDA E SUA ESPOSA EDNA, ELE É EX TRAVESTI E É CASADO

GLUTONARIA

Fiquei sabendo que gordo, obeso ou pessoas com problemas de genes que causam a obesidade são condenadas junto com os homicidas. Frase dita por uma amiga obesa e que esse problema dela é genético. Também veio um amigo meu presbitero que é obeso me comentar algo assim.

GALÁTAS 5.21 ( VERSÃO CORRIGIDA)

Invejsa, homicidios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes.

GALÁTAS 5.21 ( VERSÃO AMPLIADA BÍBLIA DE JERUSALÉM)
Pela Bíblia de Jerusalém a palavra glutonaria foi traduzida como orgia.
Dicionário secular: ORGIA= (latim orgia, -iorum, mistérios de baco)
f.1. Festa de prazeres licenciosos.
2. Fig. Desordem; anarquia.
Originalmete , a palavra traduzida por glutonarias ou orgias, no grego indicava cortejo festivo em honra ao deus do vinho Dionísio (baco).
Comumente os participantes perdiam o controle e vergonha partindo para orgia, bebedeiras e glutonarias, daí a palavra ter sido traduzida para glutonaria ou orgia. Paulo provavelmente queria levar-nos a compreender ambos os sentidos.
A ARC optou por glutonairas e a ARA por orgias, sendo esta ultima uma tradução mais precisa.

Palavra orgia não está relacionada somente ao sexo, mas aos rituais pagãos que envolviam sacrificios humanos, de animais, regados a vinho e até mesmo sangue, frutas pelo corpo as vezes com ou sem sexo.
Fui criada na umbanda e era costumeiro preparar farofas e pratos de acordo com o gosto da entidade, muitas vezes comiamos aquilo ao servir. MISERICÓRDIA JESUS.
Muitas gente fala que Jesus viva de jejum, se for ver se fala de um único jejum de Jesus que foi durante os 40 dias no deserto e depois comeu.
Daniel não comia comidas do rei por que sabia a quem era consagrado a comida e o vinho. Daniel 1.8
Daniel cumpria a lei e Jesus vivia no tempo da graça.

COMENTÁRIOS DA BÍBLIA ANOTADA
Não se contaminar= A contaminação ocorreria se comessem carne indubitamente abatida fora dos padrões da lei Mosaica, e oferecido junto com vinho a um deus pagão. (Exodo 34.15)Daniel cumpria a lei e não jejuava como muitos falam por ai.
Jesus jejuou no deserto e onde mais tem jejum de Jesus???

COMENTÁRIO MEU 1 CORINTIOS 6.13

Todas as coisas me são licitas, mas não deixarei me dominar por nenhuma. A alimento é para o ventre e ambos perecerão. Mas o corpo não é para prostituição.
Será que se eu fizer uma farofa hoje serei condenada? Certo que não.
Mas a farofa ofertada as entidades da umbanda esta vai para meu ventre, mas prostituirá meu corpo não o fisico, o espiritual.
Não devemos comer nada ofertado aos ídolos, fora isso somos livres para comer de e lembre tudo com moderação.

COMENTÁRIO DA BÍBLIA DE ESTUDO PENTECOSTAL SOBRE DANIEL 1.8
O ambiente imoral de Babilônia era totalmente pagão.
Bem sabemos que o ensino que transmitiam a Daniel e aos seus amigos, geralmente contradizia aos retos ensinos da LEI de DEUS.
O mesmo alimento e vinho servidos ao rei Nabucodonosor também eram servidos a Daniel.
Alimento e vinho que certamante eram antes dedicados a ídolos.
Comer tal alimento era para eles desobediência a Lei de Deus, beber tal vinho significava entorpecer suas mentes.

COMENTÁRIO DA BIBLIA DE ESTUDO PLENITUDE SOBRE DANIEL 1.8
Daniel assentou não comer o alimento do rei, pois era proibido para judeus, Daniel seguiu fiel a Deus e não se contaminou com comidas que era também ofertada a ídolos.

Agora veremos em Mateus 11.18 e 19
Vemos aqui Jesus sendo julgado um glutão pelo fato de comer e beber aquilo que era proibido pela Lei judaica, de alimentos que eram considerados imundos de Levitico 11.
Mas Jesus comia de tudo que foi criado e tmabém por não fazer acepção de pessoas pelo que comem, mas pelo que fazem com seu corpo.
Jesus veio trazer a salvação a todos indepente do que comem basta ler isso em ATOS 10.13 a seguir.
Não vivemos mais pela lei e Jesus provou isso, Pedro viveu isso em Atos com citei, porém devemos saber onde comer.
Lógico não devemos sair por ai catando maçãs em encruzilhadas, mas comprar no super mercado e comer isso posso.
Vejam em 1 CORINTIOS 10.17 ao 27Nosso corpo físico pode comer de tudo que não tenha sido ofertado a ídolos. Sendo assim rejeite, tudo é licito comer mas nem tudo convem ao corpo. Nosso corpo é templo do Espirito Santo e nosso pão da vida.
Não necessitamos comer coisas sacrificadas, basta comprar no super mercado, somente Deus manda o pão dos céus para alimentar nosso espirito.
Pois tudo que vai para o ventre o Senhor purificou, pois criou todas as coisas.
Devemos sim ter moderação em tudo que fizemos na vida, ouvir, assistir e não só em comer.
Dizer que glutão será condenado por que come muito isso é um equivoco, Jesus foi chamado assim por que comia de tudo e tudo que Ele mesmo criou. Essa glutonaria aqui é a comida ofertada a idolos. Mas devemos ter moderação em TUDO. 1 CORINTIOS 14.40
ESTE ESTUDO DEDICO AO MEU IRMÃO EM CRISTO RAFAEL SOARES E AOS IRMÃOS COM PROBLEMAS DE OBESIDADE GENÉTICA QUE ACHAVAM QUE ESTAVAM CONDENADOS AO INFERNO.

PAZ.
28 de fevereiro de 2010. FABIANA VIANNA RAPAKI

CONGREGAÇÃO CRISTÃ ESTUDO COMPLETO

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL E A VERDADE
A igreja do véu. Ou a seita do véu.

O QUE PENSAM?
Ensina-se que aqueles que não são batizados e não congregam na CCB estão fora da doutrina e, portanto fora do caminho da salvação.
A CCB só passou a existir a partir de 1910.
Pense comigo: e aqueles que se converteram a Jesus antes desta data, não alcançaram a salvação? Pedro, Paulo, todos os apóstolos estariam perdidos por não pertencerem a CCB?
Absurdo!
Afirmam que só está no caminho quem pertence a CCB e mandar para o inferno todos que viveram antes da fundação inclusive os apóstolos. Hei você irmãos da Assembléia, da Graça, Universal, Mundial, Quadrangular, nós estamos todos perdidos?
Essa igreja nem existia até 1910.
Mas a Bíblia responde:
João 40.6
‘’Jesus é o caminho e ninguém ira ao Pai a não ser por meio de Dele, com ou sem CCB.’’

SOBRE A SALVAÇÃO
Para a Bíblia a pessoa é salva para ser a Igreja e não é salva pela igreja. Ela é salva por Jesus. Ele é o Salvador e é a composição daqueles que foram salvos.
Afirmar que é preciso ser parte de uma igreja para ser salvo é colocá-la no lugar de Jesus. Isso é uma heresia violenta. A bíblia responde em ‘’ATOS 2.12, que não há salvação em nenhum outro, a não ser em Jesus. ’’

SOBRE A PERDA DA SALVAÇÃO
Todos sabem que a prática de certos pecados na CCB pode implicar na perda da salvação.
Mesmo seguido de arrependimento, a pessoa pode não ser mais aceita na igreja. Ao contrario deste ensino a Bíblia promete purificação pelo Sangue de Jesus a todo que se arrepende e deixa o pecado (1 João 17-9).
Vimos a parábola do filho pródico, mesmo se afastando da casa do pai e se envolvido com prostitutas, mas recebeu o perdão ao voltar arrependido.
Enquanto Deus perdoa, a eles julgam, Deus aceita de volta eles excluem e Jesus salva, mas eles condenam.
Na mesma medida que julgam serão julgados ( Isaías 1.18; Salmo 51.7; Salmo 103.3; Malaquias 7.18)
Deus é bem claro em Isaías 43.25
‘’Eu, mesmo sou o que apaga as tuas transgreções por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro. ’’

SALVAÇÃO E AS BOAS OBRAS
Eu não faço boas obras para ser salvo, eu boas obras por que fui salvo por Jesus Cristo em sua graça. (Efésios 2.8-10)

CONGREGAÇÃO CRISTÃ E ABÍBLIA
O que pensam?
Não é raro ouvir um membro da irmandade dizer que a comida servida na CCB é melhor por que sai na hora. Pois Deus fala na boca do ancião, enquanto a do outro é comida fria, pois o pastor precisa ficar estudando a Bíblia para poder pregar.
Esta é sem duvida uma visão errônea e equivocada da própria Bíblia.

O QUE JESUS ENSINA SOBRE O ESTUDO DA BIBLIA
A CCB não valoriza nem incentiva o estudo sistemático da Palavra de Deus. Pelo contrário, diz que o cristão não precisa estudar a Bíblia, por que na hora o Espírito Santo revelará ao crente. Veja o que Jesus diz:
‘’ Examinai as Escrituras, por que julgas ter nelas a vida eterna, e são elas que dão testemunho de mim. ( João 5.39).’’
‘’Errai não conhecendo as Escrituras. (Mateus 22.29)´´

O QUE PAULO ENSINOU SOBRE O ESTUDO DA BIBLIA
Paulo foi um ardoroso defensor do Estudo da Bíblia, este é o melhor meio para conhecermos a vontade de Deus.
‘’Até que eu vá, aplica-te a leitura, a exortação e ao ensino. (1 Timóteo 4.13)’’

SOBRE O COOPERADOR E O ESTUDO DA BIBLIAA Bíblia é incisiva nesta questão: Procura apresentar-se diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneje bem a Palavra da verdade. (2timóteo 2.15)

SOBRE O USO DE OUTROS LIVROS ALÉM DA BIBLIA
Em 2timóteo 4.13, Paulo diz: quando vieres, traga os livros, especialmente os pergaminhos.
Parece que alguns são mais espirituais que Paulo, eles não recorrem a livros alegando que isso é de homem.
Diz-me agora você estudante de direito, medicina você não pode ser da CCB. São os cursos que mais exigem leitura secular.
O que seria do mundo sem médico e sem advogado, por que segundo a doutrina CCB só pode abrir a Bíblia no culto e o Espírito Santo revela.
Eita povo consagrado da CCB e isso que é confiar no líder que sempre estará cheio da graça.

O QUE DEUS DIZ EM RELAÇÃO DA PALAVRADeus nos alerta sobre o perigo de naão conhecermos a Palavra:
‘’O meu povo é destroido por falata de conhecimento; por que tu rejeitaste o conhecimento eu também ate rejeitarei. (Oséias 4.6).’’

SOBRE O CONHECIMENTO DA BIBLIA E A IRMANDADE CCB
Enquanto Deus aprova o conhecimento, muitos líderes reporovam, quando Deus diz para lerem a Blíblia em casa eles dizem que naão é necessário.
Que tipo de atitude é essa? Não seria contrária a de Deus?
Veja o que devemos fazer com a Palavra de acordo com o Senhor:

Ler diariamente – Deuteronomio 17.19
Examinar e estudar – João 5.39, 1timóteo 4.13-15, Atos 17.11
Meditar – Josué 1.8 e Salmo 1
Memorizar os versiculos – Deuteronomio 11.18 e Salmo 119.11
Conhecer – 2timóteo 3.15-17
Manejar bem a Plavra – 2timóteo 2.15

SOBRE A PALAVRA SER RESTRITA AOS CULTOS
Será que pensar como CCB em ‘’buscar a Palavra’’ somente nos cultos é correto?
Há outros lugares onde possamos ler a Bíblia? SIM.
Em casa, ao deitar-se, ao levantar-se etc. (Deuteronômio 11.29)
Durante a viagem de trem, ônibus, charrete, jegue etc. (Atos 8.26.39)

O PODER DA PALAVRA
Veja os benefícios que o estudo da Palavra traz.
Ela traz vida (João 5.39)
Libertação (João 8.32)
Saúde (Provérbios 4.20-22)
Cura (Mateus 8.8)
Santidade (João 17.17)
Prosperidade (Salmos 1)
Sinais (Marcos 16.20)
Milagres (Lucas 5.5)
Alegria (Jeremias 15.16)

A FALTA DE CONHECIMENTO E O PERIGO
Veja o que a falta de conhecimento faz ao povo.
Prisão (Isaias 5.13)
Falta de entendimento (Isaias 1.3)
Destruição (Oséias 4.6)
Morte e assolação (Provérbios 1.20-33)

CONGREGAÇÃO CRISTA NO BRASIL E O BATISMO
O QUE PENSAM?
José Amaral pertenceu a CCB cerca de 60 anos. Ele revela no livro ‘’A igreja do véu-Igreja ou heresia? A CCB ensina que só será salvo quem se converter aos dogmas da igreja, se for batizado ou rebatizado por ela.
Na CCB batismo é critério para salvação.
De acordo com a Bíblia quem crer e for batizado será salvo e quem não crer está condenado. (Marcos 16.16)
Note que Jesus não ensina que a pessoa é condenada por não ser batizada, mas por não crer.
A Bíblia mostra que a pessoa é batizada por ser salva, mas não é salva por se batizar. Analise o caso do ladrão da cruz: ele jamais teria entrado no paraíso se dependesse de batismo. Ele foi salvo por sua conversão a Jesus, reconhecendo-o como Filho de Deus.
Pense num familiar seu que aceitou Jesus num leito de morte, será que foi pro inferno por que não foi batizado? Certamente que não! (Lucas 23.39-43)

SOBRE O BATISMO E OS DISCIPULOS
Disse Jesus: Ide fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Jesus falou batizar discípulos e não qualquer um em qualquer estado. Se você mergulha uma cobra, ao sair da água continuará cobra.
Foi assim que João o Batista designou aqueles que foram ao batismo sem arrependimento. Ele os chamou de cobras venenosas. (Mateus 3)
Não se batiza criatura, se prega a toda criatura e são batizados filhos, ao se batizar mata-se ali o velho homem e nasce a nova criatura em Cristo Jesus. Caso contrário perecerá com água e tudo. (Lucas 13.3)

SOBRE O REBATISMO DE CRISTÃO E A BÍBLIA
A irmandade só saúda com a paz de Deus e só considera irmãos os batizados ou rebatizados. Mas Paulo saudava com a paz a todos e chamava de irmãos independente a qual igreja destinava suas epistolas.
CCB está parecendo os membros da maçonaria, só é considerado irmão quem faz os ritos de iniação.

PESCADORES DE AQUÁRIO
O fundador da CCB, Luis Francescon, batizou alguns presbiterianos, por que entendia que o batismo deveria ser feito por imersão, nada mais.
Os dirigentes posteriores desviaram-se desse ensino original e passaram a rebatizar indiscriminadamente outros crentes.
Por isso se transformaram em pescadores de aquários alheios. Agem no terreno do vizinho. Parecem que se desviaram da doutrina do fundador. Não ganham almas, roubam o peixe alheio.

SOBRE A FORMA DE BATISMO DA CCB
Jesus ensinou que devemos ser batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Apesar disso a CCB ensina a prática de um batismo criado pelo Unitarismo ou Uni cismo. Que o batismo deve ser feito apenas em nome de Jesus.
Leia Mateus 28.19

SOBRE O BATISMO FEITO EM NOME DE JESUS
A CCB fundamenta a prática do Batismo em nome de Jesus em Atos 2.37-40 na afirmação de Pedro: ’’ sejam batizados em nome de Jesus’’.
Pedro, porém estava apenas respondendo a pergunta de seus ouvintes sobre a necessidade de receberem a Jesus Cristo como seu salvador. Não é preciso muita inteligência para ver que ele não estava batizando ninguém e não visa à fórmula do rito que é em nome do Pai, Filho e Espírito Santo.
Jesus ordenou em Mateus 28.19, Pedro falou da ordem de Jesus e por isso falou do arrependimento e no batismo em nome de Jesus, ou na ordem dada por Jesus. Texto fora de contexto é pretexto.

SOBRE BATISMO E NOVO NASCIMENTO
Não misture alcatrão com catraca de canhão.
Não confunda o novo nascimento com batismo. Para a CCB é a mesma coisa veja a diferença.

NOVO NASCIMENTO BATISMORegeneração (1° Pedro 1.23) Sepultamento (Colossensses 2.12)
Transformação (2° Coríntios 5.17) Profissão de fé (Atos 8.36-38)

SIGNIFICADO DO NOVO NASCIMENTO
De acordo com a Bíblia, o novo nascimento significa a regeneração que transforma o homem de criatura em filho de Deus. (João 1.12)
Já o batismo é a representação simbólica deste milagre. (Colossenses 2.12)
A Bíblia é clara quando fala do novo nascimento:
É o nascimento da natureza espiritual. (Ezequiel 36.26)
Procede de Deus. (João 1.13)
Vem de cima. (João 3.32 e Colossenses 3.3)
Produz nova criatura. (2° Coríntios 5.17)
É necessária a salvação (Tito 3.5, Tiago 1.18, 1°João 2.29 e 3.9)
Obtida pela fé (1° João 5.1)

CCB E A PREGAÇÃO PÚBLICA
O QUE PENSAM?
Para a CCB, a pregação do Evangelho fora dos cultos da igreja é contrária a Bíblia. Não são aceitos os cultos em praças, lugares públicos e nem em casa.
Em 1995 foi proibido pela CCB a pregação em presídios e em casas de detenção.

SOBRE A PREGAÇÃO PUBLICA
Nem Jesus faz parte da CCB foi o que mais pregou fora do templo. Vamos ver quem mais pregou em locais públicos?
Jonas nas ruas de Nínive. (Jonas 1.2)
Elias no monte Carmelo. (1° Reis 18.20)
Isaías no palácio do rei Ezequias. (Isaias 38.1)
Ezequiel num vale. (Ezequiel 37.7)
Amós no campo. (Amós 4.1)
João Batista no deserto. (Mateus 11.7 e Mateus 3.1)

PREGAÇÃO PÚBLICA DOS LÍDERES
Moisés no deserto e nos montes. (Exodo 24.3 e Números 9.4)
Josué na frente da batalha. (6.6-10)
Esdras na praça. (Esdras 10.9-11)
Samuel a céu aberto. (1° Samuel 7.2-6)
Seriam os membros da CCB de maior autoridade que esses profetas citados acima? Seriam os membros da CCB maiores que Jesus e que a Bíblia?

PREGAÇÕES PÚBLICAS DE JESUS
Jesus pregava nas ruas. (Lucas 13.2)
Praças. (Marcos 1.15)
Montes. (Mateus 8.1-6)
Casas. (Mateus 9.9-13)
Margens do rio. (Mateus 19 e Lucas 14.1-5)
Praia. (Mateus 14.13-21, Lucas 9.10 e João 6.1-14)
Num barco. (Lucas 5.1-11)

Pense se Jesus pregava em locais públicos, por que a CCB ensina ao contrário? Que doutrina é essa que bate contra a Bíblia em tudo? Sabe quem não faz cultos públicos? Satanistas e maçons e só quem é do grupo pode participar, ou seja, quem tem pacto.

PREGAÇÃO PÚBLICA DOS APÓSTOLOS
Jesus falou: ide por todo o mundo, pregai o Evangelho. (Marcos 16.15)
Não falou ide as igrejas.
Teve Paulo que pregou ao ar livre (Atos 21.40 e Atos 22.1-19), as margens de um rio (Atos 16.13), na cadeia (Atos 16.24-32).
Então os pastores Marco Feliciano, Silas Malafaia, Valdemiro Santiago, R.R Soares e entre outros estão todos errados, são os que mais arrastam multidões pelo país afora. Pregam em praças, ginásios, grandes eventos e eles seguem sim o mandamento de Jesus, ganham almas e curam no nome de Jesus muitos enfermos.
Proibir culto público é deixar de ser cristão e não cumprir o ‘’ide’’ que Jesus ordenou.
Ganhar almas é o propósito do ‘’ide’’ ao mundo e se fosse ide as igrejas é o mesmo que ser pescador de aquário.

CCB E OS PASTORES EVANGÉLICOS
O QUE PENSAM?
Para a CCB não existem pastores. Alegam que Jesus é único pastor e criticam severamente os pastores. Se examinarmos a Bíblia veremos a falta de conhecimento da irmandade.

SOBRE OS PASTORESPara a CCB não existem pastores só por que Jesus falou ser o bom pastor. (João 10.14)
Neste caso não poderia existir advogado, médico, príncipes, filhos ou mestres já que a Bíblia atribui estes títulos a Jesus.
Todos sabem que Jesus ao se referir-se pastor, obviamente estava usando uma linguagem figurada. Ele mesmo refere-se a si mesmo como pão, porta, videira…
Trata-se apenas de uma comparação que não deve ser levada ao pé da letra, como comer sua carne e beber seu sangue.
Se lermos Cantares de Salomão então cheio de figura de linguagem, Apocalipse nem da pra contar as inúmeras figuras de linguagem, tenta imaginar uma besta flutuando cheia de diademas!
Vamos estudar nosso português ajuda a interpretar a pela hermenêutica e depois o Espírito revela, como saberei sem ler?
Provavelmente Efésios 4.10 não estejam na Bíblia da CCB.
‘’Aquele que desceu é o mesmo que subiu acima dos céus para cumprir todas as coisas. Ele mesmo deu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, outros para pastores e doutores.

SOBRE A IMPORTANCIA e a AUTORIDADE DO PASTOR
A Bíblia diz: ‘’Lembrai-vos dos vossos pastores, que nos falaram a Palavra de Deus e atentando para o êxito da sua carreira imitai-lhes a fé. Obedecei aos vossos pastores e submetei-vos a eles. (Hebreus 13.7)

SOBRE O SUSTENTO PASTORAL
Paulo recebeu salários de certas igrejas. Veja o que ele diz: Outras igrejas despojei, recebendo delas salários para nos servir. (2ª Coríntios 11.8)
Para a CCB pastor que recebe salário é mercenário, e para mim quem distorce a Bíblia é herege, pela Bíblia quem cria outro Evangelho é anátema.
Vamos examinar as Escrituras:
Quem se dedica a obra é digno de seu salário. (1ª Timóteo 5.18)
Paulo ensinou as igrejas a sustentar obreiros. (1ª Coríntios 9.4)
Paulo ensinou Timóteo a se dedicar somente a obra. (2ª Timóteo 2.4)
A ocupação de Pedro era pregação e oração. (Atos 6.4)
Simão e André abandonaram as profissões para se dedicar a pregação do Evangelho. (Marcos 1.18)
Jesus e os apóstolos viveram de ofertas. (João 12.6)
O pastor precisa dormir, comer, viajar, fazer missões e levar o Evangelho a todo o mundo.
Será que os anciãos da irmandade topariam vestir folhas como Adão, beber água da chuva como Noé, comer gafanhoto como João Batista ou como Jacó que usava pedras como travesseiro, ou como Filipe que teve de ser transladado por que não existia carro e nem avião na época.
Seria uma alternativa para a CCB voltar ao tempo primitivo, já que pastor não merece sustento.
Igreja não é local de encontros aos domingos de gente bem sucedida, mas sim lugar de gente com compromisso.
Nada contra pessoas bem sucedidas, não assuma cargos se você não puder honrar seus compromissos.

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL E A ORAÇÃO
O QUE PENSAM?
Os membros da CCB só oram de joelhos e condenam as outras igrejas por não serem como ela. Doutrina estranha. Na bíblia a relatos de orações feitas em prisões, montes, em pé, deitados, amarrados, em covas, em posturas e locais diferentes.

SOBRE A ORAÇÃO
Salomão orava de joelhos, mas no verso 54 orou de pé pelo povo de Israel. (1ªReis 8.22)
Ezequias orou deitado em sua cama e recebeu a cura. (2ªReis 20.3 e Isaias 38)
Em que posição será que Jonas orou no ventre do peixe? (Jonas 3)
Elias orou e desceu fogo. (1ºReis 18)
Nem Jesus seguia a regra de orar de joelhos
Jesus contou que o publicano orou de pé. (Lucas 18.13)
Jesus orou diante do túmulo de Lazaro. (João 11.41)
Jesus orou pendurado na cruz. (Lucas 23.45)
O cego de Jericó orou sentado e recebeu o milagre. (Marcos 10.46-54)
Paulo e Silas oraram na prisão. (Atos 16.13)
Paulo orava a beira de um rio. (1ªTimóteo 4.4)
Já pensou se a moda da CCB pega? A pessoa num restaurante tendo que se ajoelhar pra orar? Oração é falar com Deus e para conversar com o Pai, não importa como, o que importa é estarmos bem com o Pai.
Eu orei toda torta no acidente de carro que sofri em agosto de 2009. Quer orar de joelhos na igreja, em casa, quer orar sentado, deitado ore mas só não faça a oração do fariseu.
Antes de receber a cura do meu joelho eu não pude me ajoelhar par orar. O que importa é oração eficaz em com propósito. Como? Onde? Você decide meu irmão e não deixe os outros decidir como você terá seu momento intimo com o Pai.

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL E A MULHER
Na CCB não tem cargo eo máximo que podem fazer é ficar calada.

A IMPORTÂNCIA DA MULHER NA IGREJA
Debora atuou como juíza de seu povo. (Juízes 4.4)
Raabe tee parte da linhagem do Messias, após agir estretégicamente na conquista de Jericó. (Hebreus 11.31)
Ester salvou Israel. (Ester 1.7)
Ana foi profetiza. (Lucas 2.36)
Maria foi mãe do Messias.
As primeiras testemunhas da ressureição foram mulheres. (Mateus 28.1-10)
Deus não faz distinção entre homens e mulheres. (Gálatas 3.28)

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL E OS SEUS USOS COSTUMES E CERIMÔNIAS
A CCB publicou recentemente 300 mil cópias do livro de membros.
Está publicação é um resumo da Convensão de 1936 e inclui usos e costumes que a
Diferencia das demais igrejas como: ósculo, uso do véu para mulheres, rebatismo, cumprimento com paz do Senhor é apenas para quem é batizado ou rebatizado pela CCB.

ÓSCULO RESTRITO SOMENTE A IRMANDADE
Os membros da CCB se saúdam com ósculo santo ( beijo facial), homem com homem e mulehr com mulher. Até aqui não vejo problema quanto a esta saudação.
O problema está na irmandade apenas saudar membros da CCB, ignorando as demais igrejas e irmãos.
A Palavra diz: saudai-vos uns aos outros com ósculo santo, todas as igrejas de Cristo vos saudam. (Romanos 16.16)
Saudação não deve ser exclusiva assim como Paz do Senhor.

SOBRE A PAZ DO SENHOR
Quem disse que a única saudação correta é PAZ DO SENHOR?
Se a pessoa não saudar com Paz do Senhor é pecado?
Entao Jesus pecou várias vezes, pois várias vezes disse aos discupulos: Paz seja convosvo.
A Bíblia da liberdade para os Cristãos se saudarem de diversas maneiras:
Paz seja convosco. (João 20.19, João 21 e João 26)
Graça e Paz. (Romanos 1.7, 1ªCoríntios 1.3, 2ªCoríntios 1.2, Gálatas 1.3, Efésios 1.2)

SOBRE O CASAMENTO NA CCB
Não são permitidas cerimônias de casamento na igreja.
Se a Bíblia tem a família na mais alta honra, sendo criada pelo próprio Deus (Genesis 1.26-28), o homem deve unir-se a sua esposa na presença do Criador.
É bom lembrar que o primeiro milagre de Jesus foi feito num casamento, nada melhor que convidar Jesus para fazer parte da festa.
O Antigo Testamento começa com o primeiro casal e termina falando de família em Malaquias 4.6.
O Novo Testamento inicia com a família de Jesus e conclui falando de casamento.
O Espírito e a noiva dizem: VEM. (Aocalipse 22.17)

SOBRE A APRESENTAÇÃO DOS RECÉM NASCIDOS
Além de não celebrar o casamento na Igreja, não consagram os bebês diante de Deus. Se Jesus foi apresentado no Templo. ( Lucas 1.59 e Lucas 2.21-24).
Por que você faria diferente com seus filhos?

CONGREGAÇÃO CRISTÃ OS ANCIÃOS E OS MINISTÉRIOS
O livro resumo da Convensão de 1936, impresso em 2002 diz na página 10 que: a unção pertense ao Ancião e na sua ausencia ao Cooperador, ao Oficial ou ao Diacono. A CCB não reconhece os demais ministérios.

SOBRE A EXISTÊNCIA DOS MINISTÉRIOS
A Bíblia é clara sobre a existência dos ministérios em Efésios 4.10-13
CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL E O USO DO VÉU
O que pensam?
Uma das principais diferenças e conflitos da CCB com as demais igrejas evangélicas está no uso do véu e no cabelo da mulher.

SOBRE O VÉU E O CABELO PELA BÍBLIA
Para a CCB a mulher deve orar e profetizar somente com o véu e como seria possível orar no trabalho, escola, faculdade, num complicado…
Seria impossível? Pois creio que a mulher que fizesse assim seria confundida com muçulmana. A bíblia diz em Efésios 5.18
‘’Orai em todo o tempo com toda oração e súplica. ’’
Se eu quiser orar no banho não posso? E no trânsito? E durante uma audiência?
E as mulheres que não são da CCB e oram sem o véu, como que Deus responde?
São perguntas que a CCB tem uma única resposta: somos o caminho da salvação e a verdade. Sem Jesus pode usar véu, manto, túnica, fazer jejum e se mutilar que nada resolverá seu caso. Examine. (1 Timóteo 2.1-5; João 14.13; 1João 2.1-2; Mateus 7.7)

SOBRE O USO DO VÉU E A TRADIÇÃO
A tradição envolve usos e costumes vejam o que alerta Jesus:
Assim vocês anulam a Palavra de Deus por meio da tradição. Marcos 7.13
A doutrina está relacionada aos fundamentos da fé cristã, diz respeito àquilo que cremos sobre Deus, salvação, cristologia, natureza inspiracional da Bíblia, a divindade e a pessoa do Espírito Santo. A doutrina é imutável e eterna. Os costumes são transitórios.
Essas doutrinas que citei são chamadas de fundamento dos Apóstolos. (Efésios 2.20 e Atos 2.42).

SOBRE A INTERPRETAÇÃO BIBLICA CORRETA
É comum a elaboração de doutrinas a partir de versículos isolados, fora de contexto, ou transformação de uma orientação local em uma aplicação pessoal.
De fato, muitos textos são distorcidos ou retirados do seu significado original para ganhar um sentido que melhor convém. Isso é heresia.
Confundem vai adúltera e não peques mais, com Vai e ‘’adultéra’’…
Mudam os termos e vejo gente usando terno sem parar por causa do ‘’revesti-vos de ternos laços de amor… ’’
Se o véu era parte da tradição dada por Paulo aos Coríntios, essa pratica não faz parte da doutrina cristã e não cabem as demais igrejas.

SOBRE O CABELO NO LUGAR DO VÉU
No origina grego o verso 14 de 1corintios 11:
‘’Pois o cabelo foi dado em lugar do véu…’’
Será que precisa ser explicado esse versículo? O cabelo é o véu natural.

SOBRE O ESTADO ESPIRITUAL DE CORINTIOS
A história explica que pelos padrões antigos, a cidade de Corinto era cosmopolita, rica, patrona das artes, religiosa, pois tinha 26 templos e santuários e bem conhecida pela sua sensualidade.
Havia na cidade um templo eregido a deusa Afrodite que possuía cerca de mil prostitutas cultuais carecas.
Tudo isso tem de ser conservado em mente enquanto você lê 1 coríntios 11 do versos 1 ao 16, quando Paulo fala de véu.
Ao plantar a igreja, Paulo encontrou ali um povo cheio de imoralidade e idolatria. A prostituição era uma pratica comum. Por isso Paulo instruiu a igreja de Corinto a cobrir a cabeça.

SOBRE A NECESSIDADE DO VÉU EM CORINTO
As novas convertidas em Corinto vinham para a igreja, em sua maioria, saiam dos cultos idolatras relacionados a Afrodite.
As sacerdotisas dessa deusa além de serem prostitutas cultuais, tinham suas cabeças raspadas.
Devido a forte influencia deste paganismo na cultura local, as recém convertidas ainda tinham seus cabelos curtos. Isso explica a orientação de Paulo para que as mulheres se cobrissem. Quando alguém via uma crista com cabelo tosquiado ou rapado a associavam ao culto pagão.
O cabelo crescido ou o véu neste caso foi uma saída encontrada por Paulo para distingui-las da demais. O uso do véu na igreja de Corinto foi para diferenciar a mulher cristãs das mulheres pagãs.
No mesmo livros de 1 coríntios 7.38, Paulo fala davam suas filhas em casamento. E hoje? Que pai escolhe marido pra filha? Essa cultura não existe mais nos tempos de hoje.

SOBRE O REAL ASIGNIFICADO DO VÉU
O uso do véu dentro de uma necessidade especifica.
A preocupação de Paulo era preservar a honra das irmãs, além de ensinar sobre a relação da mulher com seu marido.
Por isso não encontramos essa tradição em nenhuma outra igreja.
Leremos agora:

1 corintos 11.3 ao 13 e 15-16
3 Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo. 4 Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça. 5 Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada. 6 Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu. 7 O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do homem. 8 Porque o homem não provém da mulher, mas a mulher do homem. 9 Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem. 10 Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de autoridade, por causa dos anjos. 11 Todavia, nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor. 12 Porque, como a mulher provém do homem, assim também o homem provém da mulher, mas tudo vem de Deus. 13 Julgai entre vós mesmos: é decente que a mulher ore a Deus descoberta?
15 Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu. 16 Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.

A INTERPRETAÇÃO COERENTE DO TEXTO
Não podemos isolar um texto do contexto senão vira pretexto.
Ele precisa ser entendido a luz dos versículos que antecedem ou lhe dão seqüencia.
Observe que Paulo está tratando aqui de um assunto que associa o uso do véu daquela igreja a posição da mulher diante de seu marido, visto que a cabeça descoberta nos cultos, na cidade lembrava a prostituição do templo de Afrodite.
Isso, portanto desonrava o marido.
Aqui o véu é apenas sinal de autoridade (moral e ético ver. 10), nada mais.
Paulo segue dizendo que o homem é o cabeça da mulher.
Segue-se, pois, que o apóstolo fala das relações entre o homem e a mulher, ou, mais precisamente entre esposo e esposa.
Quando a mulher se descobria, isso era vergonhoso diante dos homens, não diante de Deus. O próprio texto diz isto: a mulher sem véu desonra a sua própria cabeça, isto é, seu marido. Ponto final!
Imagina Corinto! Imagina aquelas igrejas conservadoras! Compare!
Os cristãos lá adorando a Deus e entra uma mulher careca. O povo falava.
Na igreja conservadora uma mulher entra de saia e o povo já pergunta: quer aceitar Jesus? Era assim. No caso de Corinto a diferença das mulheres de Deus era o cabelo crescido e as carecas tinham que cobrir a careca com o véu provisório nada mais.

SETE RAZÕES PARA NÃO USAR O VÉU HOJE
1. O uso do véu é uma questão cultural que caducou com o tempo.
2. A instrução de Paulo dizia a respeito às irmãs da igreja de Corinto, não sendo verificado o uso nas demais igrejas do NT.
3. As orações sãs respondidas por causa de Jesus e não por causa de véu. Afirmar o contrário é tornar insuficiente a obra de Jesus.
4. O cabelo fio dado em lugar do véu. Paulo diz que o cabelo é a gloria da mulher, portanto, ela não deve tosquiar ou usá-lo como o do homem. Aparar o cabelo é uma coisa, agora curto perde a feminilidade. Você é mulher ou homem pra cortar curto o cabelo?
5. O uso do véu distinguia a mulher cristã daquela cidade idolatra e sem Cristo.
6. O véu este ligado a posição da mulher diante do seu marido e da sociedade do seu tempo.
7. Basta ler 1 coríntios 11. 16 Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.

CONCLUSÃO
Fazer a diferença está em costumes? O que você tem feito para se diferenciar do mundo? Ou tem se unido a ele. Tem um dito popular, não podemos com o inimigo vamos nos aliar a ele.
No cristianismo isso não pode existir. Não podemos servir dois senhores.
Diferença.
Não me refiro a costumes, mas sim na pratica da palavra e na pregação do evangelho com palavras boas ditas há seu tempo e bom testemunho.
Como Paulo, eu me preocupo em zelar pela sã doutrina e anão em apego a costumes tolos que só geram contendas.
O que não podemos é ser crente de aparência e cobrir o pecado com vestes, mas mostrar a todos a verdadeira salvação que é em CRISTO JESUS.
Mateus 11:28
Venham a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Aceite Jesus, largue as tradições e a essas inimizades. Somos um corpo e temos que estar unidos na fé, que nosso adversário continue sendo satanás esse já foi derrotado por Jesus, e não nossos irmãos na fé.
Jesus te ama.

BATISMO COM ESPIRITO SANTO

PAULO AFIRMOU: Mesmo que o crente fale em “línguas”, se não tiver amor, de nada valerá. (I Cor. 13:1).
JESUS DISSE: “Se Me amardes guardareis os Meus mandamentos.” (João 14:15).
A BÍBLIA DIZ: “Seus mandamentos não são pesados” (I João 5:3).

Então é fácil distinguir a procedência da língua estranha.
Use a regra: Amor & Obediência.

Paulo ordenou:
• Tirar a gritaria dos cultos (Efé. 4:31).
• Que haja reverência (Heb. 12:28).
• Que haja decência e ordem (I Cor. 14:40).
POR ISSO, DEDUZ-SE QUE:
O Espírito Santo jamais poderá estar em uma casa de culto onde haja:
grito – barulho – desordem – irreverência – batida de pé no chão – socos na mesa, no púlpito, etc.
• Deus não ouve gritaria – Eze. 8:18; Lam. 3:8.
• Gritaria entristece o Espírito Santo – Efé. 4:30 e 31.
• Ana orou apenas mexendo os lábios e Deus a ouviu. – I Sam. 1:12 -13.

ESPÍRITO SANTO — E OS DONS NECESSÁRIOS
Paulo instou a que os cristãos buscassem “com zelo” os dons espirituais. Paulo sabia desta necessidade, porém, não desconhecia o fato de que, nesta busca, se feita desastradamente, fora do plano do Céu, poderia haver grande confusão e perversão que redundaria em malefício para o cristão e a igreja. Creio sinceramente nos dons espirituais. Acho-os fundamentais e necessários hoje. Mas, como pesquisador do santo Livro, receio que algumas pessoas estejam sendo enganadas pelas artimanhas do malígno.
Os dons espirituais que são necessários à igreja, parece que foram concentrados em dois apenas, o de curar e o de línguas. Pelo menos, tanto quanto se sabe, são os mais buscados e desejados. Afirmo outra vez: há necessidade de vigilância, pois que, para toda grande verdade de Deus, Satanás tem criado uma grande mentira paralela. Satanás é grande conhecedor da Bíblia, e dela está-se valendo para introduzir suas próprias idéias, e assim alcançar, imperceptivelmente, seus reais objetivos, cauterizando mentes no engano.
Até mesmo em sua disposição simples e sincera, um cristão que busca e se esforça por obter um dom espiritual, pode ser envolvido por este ser que deseja a todos enganar.

DOM DE CURAR
A preocupação de Paulo, que se denota nos capítulos 12, 13 e 14 de I Coríntios, leva-me a crer que, certamente, ele antevia a obra sinistra que envolveria Satanás na criação de dons semelhantes aos de Deus, para confundir os crentes. E o que se vê hoje é a comprovação não só nos meios evangélicos, mas pela própria ciência, que existem manifestações prodigiosas, cuja origem não é divina. E, no entanto, são reais, patentes e inegáveis. Quem poderá negar o fato comprovado de um doente curar-se, um cego enxergar, um deficiente físico recuperar seus movimentos? Isso é notório em várias corporações cristãs e Centros Espíritas, e creditado ao poder de Deus, fato que deve ser considerado com cuidado!
Alguém pode questionar, alegando que a fonte não é importante desde que a pessoa se beneficie de algum bem, haja vista estar o povo mergulhado em uma grande onda de dificuldades, doenças, carência de toda sorte. Em meio a tanta infelicidade, está, assim, à busca de qualquer escape, venha de onde vier. Disso se valem os “milagreiros” que, via de regra, omitem aos carenciados, que a salvação em Cristo Jesus é mais importante, tem mais valor, e é o que o povo precisa buscar ardentemente, pois ela lhe trará paz, no presente, e a eternidade no futuro (Mat. 18:8 e 9).
Paulo afirmou ter Satanás controle sobre os elementos da natureza (Efé. 2:2; Jó 1:10-12,19). Pode executar grandes prodígios em operações milagrosas (II Tes. 2:9; Apoc. 16:14), também transformar-se em anjo de luz (II Cor. 11:13-15); e fazer fogo cair do Céu à vista dos homens (Apoc. 13:13; Jó 1:16, 10-12). Jesus diz ser Satanás o príncipe deste mundo (João 12:31; 14:30); com capacidade de imitar milagres e dons através do hipnotismo (Êxo. 7:10-12, 20-22; 8:5-7, 17-19). Finalmente, Satanás imitará a vinda de Cristo (Mat. 24:24-26), tal é a sua força para o engano.
Por isso, quando o carismatismo impera, e os operadores de milagres apontam para tais eventos como prova de fé, abra os olhos, porque o diabo vai aproveitar esta brecha, mandando sua contrafação, iludindo assim o crente.
Ele é um inimigo sutil e fraudulento, e seus ardís, os mais variados. Há ocasiões em que demonstra mesmo pesar pela desgraça humana (da qual é único causador), manifestando seu poder em minorar os sofrimentos (curando um doente, fazendo coxo andar, cego enxergar, etc. Estas curas também ocorrem quando são provenientes de desordens neurológicas), mas, na realidade, seu objetivo é um só: destruir a fé no Todo-Poderoso, infiltrando a contrafação, para que se creia na mentira em lugar da verdade. E ambas tão juntas convivem que, somente por um acurado estudo do Livro santo, se pode distingui-las (Isaías 8:20).

DOM DE LÍNGUAS

Com relação ao dom de línguas, há flagrante desvirtuação na atualidade, pois milhares são os que crêem que só se recebe o Espírito Santo se falar “língua estranha”. E há mesmo quem afirme que, quem não fala “língua estranha” é um cristão incompleto, não restaurado, cristão de segunda classe, etc.
O escritor pentecostal Grant é categórico:
“…receber o batismo sem falar línguas estranhas é impossível… a língua Celestial será a senha para a entrada no Céu.” – O Batismo no Espírito Santo, Grant, págs. 97, 99, 123, 81. (Citado por Elemer Hasse).
E afirma ainda que os pentecostais chegarão ao Céu de avião, e os demais crentes que ignoram o batismo com o Espírito Santo, serão salvos, porém, chegarão de trem (pág. 84). E que, não falando “língua”, é cristão carnal (pág. 54). Idem.
Meu querido irmão, que diz a Bíblia? A doutrina de que o cristão que não fala em “línguas” não foi batizado com o Espírito Santo, não tem fundamento nela, porque, estas pessoas receberam o Espírito Santo e não falaram línguas:

Os samaritanos Atos 8: 15-17
João, o Batista Lucas 1: 15
Maria, a virgem virtuosa Lucas 1: 35
Isabel, prima da virgem Maria Lucas 1: 41
Zacarias, o pai de João Batista Lucas 1: 67
Jesus Cristo, o Senhor e Salvador Lucas 3: 22
Os sete diáconos da Igreja Apostólica Atos 6: 1-7
Estêvão, o primeiro mártir Atos 6: 5; 7: 55

Finalmente, Paulo, o apóstolo zeloso dos dons espirituais, nunca falou as línguas que são usadas no neo-pentecostalismo atual, como sendo a aferição de o crente ter recebido o Espírito Santo (Atos 9: 1-9, 17-18). Paulo e Barnabé receberam a imposição de mãos, foram separados para o ministério e batizados com o Espírito Santo, e não falaram línguas (Atos 13: 2-3).

LÍNGUA “ESTRANHA” OU IDIOMAS?
Na expressão “línguas estranhas” em I Coríntios 14: 2, 4-6, pode-se notar que a palavra “estranha” está grifada, isto é, escrita de forma diferente para informar que o tradutor não a encontrou no original; ali foi colocada para dar sentido amplo. Porém, no mesmo capítulo, verso 19, está explícito: “língua desconhecida”, e, esta sim, está correta, no original.
Para melhor esclarecimento, leia-se em I Coríntios 12: 10, 28 onde Paulo declina a expressão “variedade de línguas”, que sobejamente define tratar-se de outros idiomas, e não um tipo de sons desconexos e extáticos que muitos pretendem hoje, como sendo o dom de línguas.
Sons e enunciações ininteligíveis sempre foram características do paganismo, e hoje são comuns nas reuniões espíritas, no candomblé e centros umbandistas. Ali são faladas também diversas línguas estranhas. E agora, surpreendentemente é um fato real também na Igreja Católica.
Os termos “língua desconhecida e variedade de línguas” são mais condizentes do que “línguas estranhas”, porque, na realidade, a manifestação do dom caído sobre os discípulos no Pentecostes foi a grande verdade de que eles falaram línguas desconhecidas, sim, para eles, mas línguas existentes; eram idiomas estrangeiros. Sobretudo, aquela era uma reunião especial. O dom era necessário, supremamente necessário. Sabe por quê? Ouça – Jesus comissionou os discípulos:
Mateus 28: 19
“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em Nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.”
E a quem Jesus deu esta ordem? A pessoas indoutas, pescadores e camponeses, que falavam apenas o aramaico, limitado, simples. E no entanto a ordem de âmbito mundial ecoava: IDE! Sabe, meu irmão, Deus nunca pediu ou pedirá nada ao homem sem lhe conceder os meios e condições de cumprir Sua ordem.
Encontravam-se, pois, os discípulos reunidos em Jerusalém, diante de uma multidão “de todas as nações que estão debaixo do Céu… partos e medos, elamitas; e os que habitavam na Mesopotâmia; Judéia, Capadócia, Ponto, Ásia, Frígia, Panfília, Egito, Líbia, Cirene; romanos, cretenses e árabes.” Atos 2: 5, 9-11.
O cenário está pronto, e, diante do “mundo”, os discípulos. O que fazer cercado desses representantes de todas as nações da Terra? Como aproveitar a magna oportunidade? Observe a narração de Lucas:
Atos 2: 4
“E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar NOUTRAS LÍNGUAS conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.”
Graças a Deus, foi resolvido o problema; os discípulos falaram OUTRAS LÍNGUAS, não línguas estranhas. Falaram a língua dos cretenses, árabes, romanos, egípcios, líbios, enfim, os idiomas daqueles que foram a Jerusalém, procedentes de todas as nações da Terra. Se lá estivessem brasileiros, certamente o Espírito Santo concederia o dom de se falar o português.
A preocupação de Lucas ao fazer lista tão extensa dos países (16) presentes em Jerusalém, deixa antever claramente tratar-se de idiomas existentes, isto é, línguas estrangeiras.
Quero que você entenda, meu irmão, que o termo “língua estranha” é estranho aos propósitos de Deus, porque, na verdade, os discípulos falaram línguas que não eram estranhas (esquisitas); eram línguas desconhecidas para eles, porém, existiam, e passaram, pelo poder de Deus, agora, a falá-las fluentemente. Reafirmo-lhe: Eram as línguas dos estrangeiros que afluíam para Jerusalém a fim de participar da festa de Pentecostes, e estes mesmos se maravilharam de que aqueles discípulos, embora indoutos, falassem em suas próprias línguas, das grandezas de Deus (Atos 2: 11). Que grande bênção Deus conferiu aos discípulos, capacitando-os a cumprir o IDE.
Quando aqueles forasteiros voltaram para suas nações, cada um levou, maravilhado, a mensagem do Jesus que salva e liberta do pecado; e então foram mensageiros aos seus conterrâneos, dando testemunho vivo a favor do evangelho de Cristo. Aleluia! Glória a Deus!

EXEMPLO DE LÍNGUA ESTRANHA

“Reid Simonns (nome alterado) parou um momento em seu sermão, para dar tempo a que o intérprete traduzisse suas últimas frases. A multidão de japoneses, reunida naquela esquina de Tóquio para ouvir o que o soldado americano tinha a dizer, subitamente deu demonstração de espanto. Todos mantinham seus olhos fixos no jovem ocidental, sem voltarem ao intérprete. Reid repetiu a sentença e esperou novamente pela tradução. Foi quando alguém declarou: ‘O senhor não precisa de tradutor. Está falando japonês!’” – Atalaia, 3/76, pág. 4.

Sim, irmão, era o que realmente acontecia. Ali estava um jovem que, embora tivesse grande paixão pelos pecadores, ao ponto de deixar sua pátria e atravessar os mares em busca dos pagãos, nunca falou japonês em sua vida, mas pregava agora nesta língua, apelando aos nipônicos para aceitarem a Cristo como Salvador. Nessa reunião, seis preciosas almas aceitaram a Cristo.
Ó, amados, eis aqui o verdadeiro dom de línguas. Este sim, é o dom de Deus; o dom derramado no Pentecostes. Saiba, irmão, hoje, se esgotados todos os meios que temos para falar outras línguas, se fechadas todas as Sociedades Bíblicas ao redor do mundo, impossibilitando-as de traduzir para a língua materna; se fechadas todas as Universidades, Colégios e Escolas, onde se preparam missionários para aprender línguas estrangeiras, Deus voltará a repetir o Pentecostes, e a última alma será advertida do breve regresso do Senhor Jesus, a quem sejam dadas agora e para todo sempre, honras e glórias.

CURA OU SALVAÇÃO
Os dons do Espírito Santo são reais. Pertencem a igreja de Deus. São para nós e estão ao nosso alcance. Entrementes, temos que nos conscientizar que há condições impostas por Deus para serem concedidos.
O dom de línguas acabaria (I Cor. 13: 8). Outros seriam mais necessários em determinada ocasião da história da igreja de Cristo. Outro concluiria a Obra do Senhor, como é o caso da “Chuva Serôdia”, etc.
Efetivamente, Deus quer agraciar Seus filhos com tais bênçãos, porque Ele é o mesmo e o Seu poder não mudou. Se for útil no momento, Deus dará (I Cor. 12: 7).
Infelizmente, o que vemos hoje é muito exibicionismo. Homens e mulheres “usando” o Espírito Santo ao invés de, por Ele, serem usados. Não há como negar que, uma verdadeira desvirtuação dos dons solapa a Igreja Evangélica. Uma “roda-viva” que está levando de roldão muitas pessoas sinceras e tementes a Deus. É preciso ter cautela, e nos adequar ao que o bom senso exige.
EXEMPLO: Para alcançar o mundo com o IDE, Deus capacitou Seus discípulos com o dom de línguas (Atos 2: 1-13). Por quê? Seria impossível cumpri-lo naquela época, sem escolas preparatórias, universidades, academias de letras e bons professores. Como aprender 16 línguas sem tais recursos? E, leve-se em conta, os discípulos eram homens que, em média, tinham quarenta anos de idade, de pequena cultura e rudes (Atos 4: 13).
Hoje, porém, o panorama é outro. Na área da educação, o mundo evoluiu incomparavelmente com o tempo dos apóstolos. Uma criança de dez anos hoje pode começar a estudar qualquer língua e estará capacitada nela antes dos vinte.
OUTRO EXEMPLO: O Espírito Santo transportou Filipe por centenas de quilômetros como num “passe de mágica” (Atos 8: 39-40). Hoje existem aviões que voam a uma velocidade quase incrível. Se Filipe naquela ocasião gastasse vinte horas para o percurso que teria de fazer, hoje levaria não mais que uma hora, se tanto, em aviões especiais. Por isso, distâncias não são, também, barreiras hoje.
O dom de cura à época de Jesus era não só necessário, mas vital. A promiscuidade de vida (falta de higiene, de rede de esgotos e de água potável) facilitava a doença. Não havia hospitais, médicos, remédios suficientes, nem recursos para tal. Operações eram feitas sem anestesia. Pessoas ficavam doentes 10, 20, 40 anos e morreriam fatalmente, não fosse o dom de cura (João 5: 4-5; Mat. 9: 20). Hoje, tudo mudou. A ciência médica evoluiu a tal ponto que até fígado se transplanta com sucesso. Além do que, prolongou-se, comprovadamente, a vida humana, graças ao avanço médico.
Que dizer da Rede Hospitalar? Equipamentos computadorizados e a raio-laser a serviço da medicina. Processos avançadíssimos para exames de saúde. Liga-se alguns fios a um corpo e, na TV aparece seu coração batendo com tanta nitidez que, a primeira reação é louvar a Deus por ter o homem chegado a tal ponto da tecnologia médica. Trocar um coração doente por outro bom, hoje, é tarefa sem mistérios.
Médicos bem preparados e capazes, remédios eficazes para qualquer tratamento de saúde. Sim, as condições hoje são opostas àquela; além disso, um hospital evangélico pode realizar grande trabalho para Deus, porque, além de promover a saúde do paciente, pode orientá-lo a evitar as doenças, através de uma vida regrada e salutar, orientada por princípios salutares, descritos na Bíblia.
Bem, dirá você, e o poder de Deus? – É o mesmo, irmão! Porém Deus age quando “tiramos a pedra” (João 11: 39), salvo em casos especiais que Lhe aprouver. Inquestionavelmente, a nossa parte temos que fazer, porque Deus só fará o que não podemos. Nossa impossibilidade torna-se a possibilidade dEle. (Fui a uma igreja carismática no centro de Niterói, e, ao meu lado assentou-se uma senhora com uma ferida enorme, cheia de pus, na perna. Dava dó! O pastor iria orar pela perna dela. Mas, a única coisa que ela precisava imediatamente, era ser levada ao hospital).
IMAGINE: Uma reunião de cura. O pregador quer “curar” a todos. Todavia, o certo seria, primeiro, certificar-se de que muitas enfermidades provém da aberta transgressão da Lei da Saúde (João 5: 7-14). As pessoas têm que ser ensinadas a não transgredi-la para gozar boa saúde. Se uma pessoa sai curada desta reunião e volta a ter hábitos incorretos de saúde, arruina-la-á com certeza, e novamente Deus terá que curá-la? Deus não efetuará um milagre para curar alguém que não cuida de sua saúde, não acha?
A saúde não é produto do acaso, nem surge por um “passe de mágica”, e sim, manifesta-se pelo respeito às leis da vida. Deus quer que Seus filhos tenham boa saúde… por isso, criou leis preservativas da saúde, que, ao serem violadas, trazem enfermidades. O apóstolo Paulo é claro:
Gálatas 6: 7
“Aquilo que o homem semear, isto também ceifará.”
Esta é a lei da causa e efeito e o homem lhe está subordinado. Os dirigentes pois, tem a obrigação de instruir os membros da igreja a cultivarem uma completa Reforma de Saúde, que, sobretudo, é uma orientação divina.
Creio absolutamente no poder de Deus. Em nosso culto do poder aos Sábados e domingos às 6:00 h da manhã, na amada Igreja do Barreto, temos tido evidências do poder curativo de Deus. Entre outros, cito o caso do menino Rodrigo, neto da irmã Maria Madalena que, desenganado pela medicina, recuperou a saúde plenamente, deixando médicos e enfermeiros estupefatos, e a todos nós alegres pela confiança que havíamos depositado em que Deus operaria segundo Seu beneplácito.
A cura, como milagre, ocorre em momento crítico, específico e circunstancial. Não pode ser um comércio vaidoso, nem modismo, ou pressão psicológica. Deve traduzir o profundo amor e misericórdia pelo sofredor. Isto ocorreu-me:
O Nelson morava em nossa casa (Rua Expedicionário, 28 – Barreira do Vasco/RJ). Certa vez caiu de uma escada e ficou com órgãos internos lesionados, que lhe causavam terríveis dores.
Procurou diversos médicos, hospitais e clínicas na esperança de ficar curado, porém, sem resultado. Era penoso vê-lo passar noites em claro, chorando de dor.
Um dia, movido de enorme compaixão daquele jovem, fui para a nossa sala e clamei em voz alta: Quem crê no poder de Deus venha cá. Vamos orar pelo Nelson agora.
Minha mãe, Galiana Gonzalez, meus irmãos Afonso e Sérgio Gonzalez, e o Jorge Laureano (outro jovem que morava conosco), se aproximaram.
Fomos então até o quarto do Nelson que se contorcia em dores. Ajoelhamos e orei por ele, reclamando a bênção de Deus. Instantaneamente a dor desapareceu. Está curado até hoje, mais de 30 anos. Glória a Deus! Aleluia!
A cura milagrosa também ocorre como resposta às orações fervorosas, eficazes, amorosas, misericordiosas. Veja só:
Recebo milhares de cartas e telefonemas maravilhosos do Brasil inteiro. Um dia telefonou-me o irmão Militino. Não o conhecia. Disse ele que desejava doar um livro ASSIM DIZ O SENHOR a cada padre, bispo e freira de Pernambuco. Comprou-me centenas de exemplares. Ia pessoalmente à casa destas pessoas, carregando nas costas pesada bolsa de livros. Como era muito peso, por se tratar de um homem idoso, convencionamos que eu enviaria o livro direto de nossa Editora via Reembolso Postal pago, até a residência de cada um.
O irmão Militino foi até a Sede Episcopal da Igreja Católica, conseguiu um manual contendo todos os endereços que precisava. Confeccionou um folheto, onde, com palavras amorosas e decisivas, convidava a pessoa a descobrir e amar a Verdade.
Daqui de nossa Editora ADOS saíram centenas de exemplares do Assim Diz O Senhor e Verdade Presente, contendo dentro deles o panfleto do irmão Militino. Além de Pernambuco, outros estados do Norte e Nordeste foram alcançados com este lindo trabalho, deste santo missionário.
Para minha alegria e gratificante surpresa, um dia o irmão Militino telefona-me marcando um encontro na Igreja Adventista de Botafogo/RJ, pois passaria uma temporada com seus parentes no Rio de Janeiro. Fui correndo conhecê-lo. Oitenta anos. Lúcido, objetivo, desenvolto. Visitou algumas vezes nossa Editora, vindo de Copacabana. E ele disse-me: “Irmão Lourenço, eu ando devagarinho porque possuo um câncer de próstata.” Pediu-me que todos orássemos por ele.
Este amado irmão, transferiu-se para uma Clínica Adventista de tratamento natural em São Paulo, onde moraria, cuidando da saúde. Adquiriu-me mais três pacotes de literaturas pois está no seu sangue o ministério da página impressa. Nem a idade, ou o câncer o impossibilitam de andar distribuindo livros a mão cheia.
No dia 2/1/1996, o irmão Militino telefonou desejando-me um ano de vitórias e entre as boas notícias, disse-me: “Irmão Lourenço, o meu câncer desapareceu. Os médicos não compreendem o que aconteceu. Eu quero agradecer as orações de todos vocês que oraram por mim.” Glória a Deus. Aleluia!
Dia 28/4/1996, 22:00h o telefone soou e uma voz possante disse: “Lourenço Gonzalez?” Emocionado respondi: Meu amado Clóvis, por que você sumiu?
Não nos víamos desde quando o programa radiofônico da ARJ – “AVANTE MOCIDADE”, foi retirado do ar, há dez anos. Clóvis disse: “Estou muito triste. Uma dor enorme rasga meu coração. Meu filho Rubinho, um rapaz de 28 anos, a esperança que continuasse minha carreira com sua voz metálica… O médico abraçou-me na sexta-feira e disse: ‘Sr. Clóvis, o que era possível fazer através da medicina, fizemos. Não posso garantir-lhe ver seu filho no meu próximo plantão.’”
Clóvis continuou: “Suportei sexta e ontem, mas agora, estou precisando ouvir um amigo. Creio que você é este amigo. Depois de rebuscar na memória lembrei-me do seu telefone. Venha aqui orar por ele amanhã.” Eu lhe falei: Clóvis, vou orar agora e de madrugada, e amanhã estarei aí.
Dia 29/4/1996 – 15:00h, coloquei azeite num vidrinho, fui ao meu lugar de encontro íntimo com o Céu e apresentei-o a Deus em oração. Cheguei ao hospital às 18:00h. Ao ver o Rubinho compreendi o diagnóstico do médico. O vírus HIV já havia feito sua ruína total no esôfago e estômago.
Naquele momento, invadiu-me profundo sentimento de compaixão por aquele jovem. Falei-lhe palavras motivadoras da fé. Levei-o a crer no milagre. Li parte do Salmo 64 e depois Tiago 5:14-15. Assegurei-lhe com firmeza: Rubinho, estou aqui para reclamar esta promessa. Creia e confie.
Dei o vidrinho de azeite à sua mãe e disse: Irmã Felizarda, quando eu estiver orando, o Espírito Santo vai lhe dizer para ungir seu filho. Então coloque um pouco de azeite sobre a testa dele e afague-a com sua mão. Depois coloque um pouco de azeite sobre o seu estômago e alise-o todo, com carinho. Ajoelhamo-nos com fé e emoção. Após a oração, levantamo-nos e fomos, os três, até o elevador. Fui levar a irmã Felizarda em casa e Clóvis voltou ao quarto do filho.
Ao entrar no quarto, Clóvis viu o Rubinho assentado na cama e os tubos jogados ao chão. Então falou: “Meu filho, o que houve?” “– Não sei, a borracha do nariz que estava ligada ao estômago, pulou…”, respondeu Rubinho.
Rubinho teve alta, e no dia 14/5/1996 eu e minha esposa fomos visitá-lo em casa. Rubinho, com os cabelos penteados, disposto, alegre e feliz, entre tantas coisas bonitas, disse: “Eu estava a seis meses sem mastigar nada. Após a unção, minhas úlceras cicatrizaram-se imediatamente, então desci e fui comer um sanduiche lá no trayler.”
Depois, a irmã Felizarda falou: “Naquela noite que o Clóvis lhe telefonou, eu fui dormir muito triste, porque, o médico disse que estava tudo aberto dentro do Rubinho, sem mais nenhuma esperança de cicatrização. Mas, na noite seguinte à unção, o médico que dissera estar tudo aberto disse: ‘Não compreendo, está tudo fechado.’”
A medula não fabricava mais glóbulos brancos (leucócitos), que são a defesa do organismo. Disse o Rubinho: “Antes da unção os exames davam conta que eu tinha apenas 500 leucócitos. Ninguém pode viver com isso. Por isso me desenganaram. Porém, após a unção, inexplicavelmente, ela subiu para 2500, e, após os exames, continuou subindo.
No dia 25/5/1996, voltamos a visitá-lo e sua mãe disse: “O Rubinho comeu ovos, manteiga, legumes e seu estômago não rejeitou. Ele está curado completamente.”
No dia 29/5/1996, o Rubinho faleceu de parada cardio-respiratória. No sepultamento, falei a uma multidão que, morrer não é problema, porque ricos e pobres, grandes e pequenos, um dia morrerão. Ali estava pois, para celebrar a vida e comprovar que há sempre um propósito no milagre e o tempo para Deus não é o mesmo que o nosso. Deus sempre sabe o que faz!
O rei Ezequias viveu quinze anos após o milagre. Pedro foi salvo da prisão, passando na frente de 16 guardas romanos armados, sem que o vissem, todavia, morreu assassinado numa cruz de cabeça para baixo.
Paulo Rubem teve trinta dias de vida, certinhos. Para quê? Por quê? Não é hora de perguntas e sim de reflexão. De tirar as lições necessárias e estar convictos que trinta dias é tempo suficiente para que a juventude saiba de uma vez por todas que o mundo só oferece dor e sofrimento, que longe de Jesus não existe nenhuma segurança, nenhum prazer e nada de felicidade.
Trinta dias também é tempo suficiente para que os que estão dentro do aprisco revejam sua situação espiritual e os que estão fora voltem correndo. Glória a Deus. Aleluia!
O Rubinho morreu convertido e salvo. Ao voltar do hospital, voltou também para Cristo. Nestes trinta dias, repetidas vezes, demonstrou, de forma clara, sua religação com o Céu, dizendo à irmã Felizarda: “Mamãe, nosso estilo de vida agora é outro.”

Hoje, o dom de curar está personificado na medicina. Porém, nunca descri no grande poder de Deus para curas imediatas, se for de Sua vontade e para Sua glória. Tenho também ouvido de muitos irmãos nossos, verdadeiros milagres.
É nestes parâmetros que temos de agir, e com a máxima prudência, primeiro para que ninguém pense que o poder é seu próprio e não de Deus; e, segundo, Lúcifer contrafaz tudo que promana de Deus, e uma cura pode representar o preço de uma alma que custou o sangue de Jesus. Isto é, o diabo pode curar alguém, e retê-lo para a perdição.
– Duvida?
– Então, explique as “curas” fantásticas operadas pelos Et’s, ocorridas no espiritismo, por exemplo. (Leia o capítulo: PROFECIAS DO DR. FRITZ, pág. 267).
Por isso, o que temos que dar ao povo é a certeza da salvação em Cristo Jesus, ensinando-lhes os princípios de saúde apresentados na Bíblia, doutrinando-os para desenvolverem uma firme fé e confiança no Pai Celestial, e não nos milagres ou nos milagreiros.

É A VONTADE DE DEUS OU DO HOMEM?
Jesus ensinou claramente: “Tua vontade, Senhor, seja feita” (Mat. 6:10). Se observarmos bem, os operadores de milagres e curas modernos não estão exaltando a pessoa de Cristo, conquanto pronunciarem este sagrado Nome constantemente. Fortuitamente se estão promovendo como se Deus fosse uma agência de publicidade. Sim, eles não dizem que as enfermidades são resultantes da transgressão das leis divinas, mas vão dando ordens de cura, e Deus, segundo eles, terá que atendê-los. Com clareza se observa, em muitos centros de curas, que não é a vontade de Deus que há de prevalecer, mas a deles.

“MINHA GRAÇA TE BASTA”

Paulo foi agraciado pelo Céu com uma revelação de Jesus. Viu-O em glória (I Cor. 9:1). Recebeu o poder do Espírito Santo e a incubência de evangelizar os gentios (Atos13:46 e 47). Porém, estava com a saúde debilitada. Um espinho na carne (doença nos olhos II-Cor. 12:7; Gál. 4:15; 6:11) lhe prejudicava o trabalho. Três vezes orou pedindo cura. Deus respondeu: “A Minha graça te basta” (II Cor. 12:7-9).
Será que não há aqui uma lição prática, objetiva e oportuna para os pregadores de cura? Eis que indiscriminadamente o fazedor de curas quer que Deus cure a todos. O interesse do milagreiro é a cura, mas o desejo de Deus é a salvação do ser humano, porque, na primeira ressurreição, os salvos que morreram doentes ou sãos receberão corpos glorificados, perfeitos e com saúde total.
É um acinte exigir que Deus cure um enfermo de bronquite ou câncer pulmonar causados pelo cigarro sem que ele deixe o hábito de fumar. É uma irreverente pretensão e enorme presunção não instruir o enfermo a confessar seus pecados a Deus e a suplicar-Lhe perdão e poder para abandoná-los.
Tais operadores de cura deveriam saber que, muitas enfermidades são “mensageiras” de Deus. Isto é, tem propósitos misericordiosos e disciplinares. Precisam saber que, muitos que anseiam cura, não a obterão, porque os planos de Deus são insondáveis, razão porque afirmou:
Apocalipse 14:13
“Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor, sim diz o Espírito Santo, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras o sigam.”
FINALIZANDO: Disse Paulo: “Sede meus imitadores” (I Cor. 4:16).
Disse Pedro: “Olha para nós” (Atos 3:4).
Suportará esta prova o testemunho pessoal de tais operadores de curas e milagres? Por experiência própria, pela vivência com muitos deles: Não!
O tremendo abuso de milagres e curas hoje, chegando mesmo a uma ignóbil exploração da boa fé de pessoas humildes e sinceras é uma prova eloqüente do cumprimento de um dos sinais do fim (Mat. 24:24).

“Se ouvirdes atento a voz do Senhor teu Deus, e obrares o que é reto diante de Seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos Seus MANDAMENTOS, e guardares todos os Seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que puz sobre o Egito; porque Eu Sou o Senhor que te sara.” – Êxodo 15:26.

TENHO OU NÃO O ESPÍRITO SANTO?
Há uma desconfortável doutrina corrente nos anais evangélicos pentecostalistas de que os crentes que não falam línguas “são templos desertos, apesar de terem dez ou quinze anos de convertidos e de fidelidade ao Senhor, levando-os deste modo a chorarem e lamentarem sua orfandade e abandono.” – Luz Sobre Fenômeno Pentecostal, Elemer Hasse, pág. 24.
São pois, assim, ensinados os crentes a buscarem, com sofreguidão e, tenazmente, o “sinal” do batismo – (línguas). Se as emoções desenfreadas e as algaravias (línguas) que são a confirmação de sua fé não ocorrerem, ficam em dúvidas quanto à sua experiência com Cristo, mostrando assim que não têm certeza da sua salvação; mas, se ocorrem as “línguas”, tudo está resolvido, pensam!
Precioso irmão, se somos filhos de Deus (Rom. 8:16), cristãos legítimos, tenhamos a doce convicção a nos inflamar a alma de que temos o Espírito Santo. Sim, todos os filhos do Pai Celeste estão selados com Ele. Senão, “pensa na sua experiência com Cristo. Lembre-se do tempo em que andavas sem paz, não tendo esperança no mundo. Enquanto isso, silenciosa e pacientemente Alguém tocava em sua consciência – eram aqueles seus momentos de desassossêgo. Certo dia a insistência foi maior: ‘Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei e ele Comigo’ (Apoc. 3:20). Você abriu. (Bendito aquele dia!). E fêz-se luz dentro de você. Você viu quão negra era sua vida. Aquele Ser divino começou uma reforma ampla no templo do seu coração. Expulsou Satanás com suas vontades; varreu, lavou, arrumou, enfeitou e perfumou a habitação agora renovada para morada do Pai, do Filho e do Espírito Santo (I Cor. 3:16; 6:13-20; II Cor. 6:16; Efé. 2:22). Quando tudo estava pronto, o Espírito de Deus saiu, deixando o templo purificado de sua alma a mercê dos demônios? – Não, graças a Deus! Desde então Ele nunca mais lhe deixou. Habitou seu coração, fechou-o por dentro, selando-o assim para o Céu. Quando Satanás voltou e bateu à sua porta, veio uma voz interior: ‘Aqui não há lugar para você. Este coração está fechado para o mundo e selado para o dia da redenção!’” – Luz Sobre Fenômeno Pentecostal, Elemer Hasse, pág. 23 e 24.
Sim, irmão, esta atuação silenciosa, mas, positiva, sem nenhum gesto estranho ou barulhento em seu coração, que anseia uma completa satisfação, é a atuação do Espírito Santo. Ouça o apóstolo Paulo:
II Coríntios 1:22
“O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nosso coração.”
“Penhor” é uma expressão proveniente do grego arrabón. Arrabón é “um sinal usado nas transações comerciais para garantir o resto do pagamento de uma compra.”
Como fomos definitivamente “comprados no Calvário”, temos a plena, absoluta e total garantia de receber o Espírito Santo, para nos guiar, convencer, orientar, apelar, interceder, ajudar, etc. (João 14:16, 17 e 26; 16:8 e 13). Portanto, a promessa divina é que, o crente tem o Espírito Santo. Essa certeza deve povoar a mente e o coração do cristão (Efé. 4:30; 1:13). O Espírito Santo é promessa segura do Céu para nós. Faz parte de nossa herança eterna. Ele habita em cada pessoa regenerada (Rom. 8:9; I Cor. 3:16; João 14:17; Atos 5:32).

FUNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO
João 16:8
“Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.”
É através da atuação do Espírito Santo que o homem reconhece seu pecado e o abandona, para tornar-se morada deste santo Ser (I Cor. 3:16).
O ladrão, via de regra, só assalta às escondidas; e, por que age assim? – Porque sabe que o que faz é errado. E, quem o leva a reconhecer isso? – O Espírito Santo! (Convence-o…).
Da mesma maneira, longe da civilização, sem contato com o homem branco, um índio, em sua taba, quando rouba uma flecha de seu companheiro, o faz também às escondidas.
E, por que o índio age assim? – É porque ele sente que não é certo este ato.
E quem leva o índio a sentir ou saber que o que faz é errado? – É o Espírito Santo que atua em todos os corações, e no dele também.
(Já não lhe aconteceu alguma vez ter a impressão de haver cometido alguma falta, vindo sua consciência a doer, produzindo-lhe profundo pesar e tristeza? Isso é a operação diária do Espírito Santo!).
A influência atuante do Espírito Santo se tornará maior ou menor no coração humano, dependendo da maneira como o homem agir. Se não recusar Seus apelos e atuação, progredirá e se tornará “cheio” do Espírito, e um vaso de bênção; recusando, poderá incorrer no pecado imperdoável (Mat. 12:31), e se perderá.
A atuação do Espírito na vida do crente é tão essencial quanto o é o querosene na lamparina e a gasolina no automóvel. A luz brilha e o carro anda pela atuação destes combustíveis. Ambos, no entanto, se tornarão inúteis quando os depósitos estiverem vazios.
Por isso, há suprema necessidade de se encher do Espírito, não só uma vez, mas, diariamente, constantemente, para testemunhar e brilhar para o Senhor Jesus. O crente sem o Espírito Santo nada realiza.
O Espírito Santo nos “convence” do pecado, isto é, faz-nos sentí-lo, e então, nossas naturezas (carnal e espiritual) entram em luta; quem prevalecer, reinará. Paulo, referindo-se a esta guerra (Rom. 7:20), dá-nos um vislumbre de que não pode haver vácuo no coração humano mais do que poderia haver na natureza ou no mundo físico. A natureza tende, a depressa preencher o vácuo, para evitar a proliferação dos grandes vendavais, tornados e furacões.
O vento é o ar em movimento, preenchendo todos os espaços. O vácuo leva a mudar o vento de direção. Tão depressa o vento volte a preencher o vácuo, o caos pode ser evitado.
Da mesma sorte, o coração humano deve estar constantemente sendo habitado, possuído pelo Espírito Santo. Sua influência santificadora deve ser uma constante em nosso viver, a fim de se evitar uma catástrofe espiritual.
O vento sopra (João 3:8), não o vemos, mas ouvimos sua “voz” e os resultados de sua atuação no espaço; da mesma forma, a atuação silenciosa do Espírito Santo no coração humano é traduzida pelos frutos na vida do cristão.
Assim, como a mangueira só dá manga, a bananeira, banana, o cristão cheio do Espírito Santo produz os frutos do Espírito (Gál. 5:22) normalmente.
Como essas árvores dão seus frutos porque foram criadas para isso, da mesma forma o cristão repleto do Espírito, produzirá gestos e atitudes que lhe São pertinentes.
É fácil saber se o Espírito Santo habita no coração da pessoa, ou se apenas a convence do pecado. Paulo dá a pista: São os frutos do Espírito (Gál. 5:22) e os frutos da carne (Gál. 5:19-21).
Portanto, uma maneira simples, correta e segura de saber se uma pessoa é batizada com o Espírito Santo, não é se ela fala língua estranha, e sim, os seus frutos (Mat. 7:16).
Ser batizado com o Espírito é viver no gozo dEste Ser. É ser semelhante aos discípulos da incipiente Igreja Cristã (Atos 2:44). É viver em perfeita união, despojado de todo sentimento de supremacia, egoísmo, cólera, ira, ódio, amando-se mutuamente e todos a Deus.
Ser batizado com o Espírito Santo é compadecer-se do pobre, socorrer os órfãos e viúvas nas suas necessidades, ajudar o irmão carente, auxiliar o necessitado. Esta sim, é a maior prova do cristão batizado com o Espírito Santo. Estes são, de fato, os frutos de uma vida santificada, lavada, banhada, batizada com o Espírito Santo, que vive, sobretudo, de conformidade com os mandamentos de Sua santa Lei.
Tal cristão está plenamente apto para ser agraciado pelo Senhor (quando Ele o desejar), de receber a “Chuva Serôdia”, isto é, a plenitude do Espírito Santo, para a conclusão da obra do evangelho no planeta Terra.
OBSERVAÇÃO:
Por que aprouve ao Senhor fazer da pombinha, o símbolo do Espírito Santo? Lucas 3:22. A pomba, como este Ser divino, é meiga, sublime, suave, macia, calma e tranquila. Por isso, o Espírito de Deus só atua assim:
No silêncio absoluto…………………………… Hab. 2:20
Sem confusão ………………………………….. I Cor. 14:33
Com decência e ordem …………………….. I Cor. 14:40
Com reverência ………………………………… Heb. 12:28
Sem gritaria ………………………………………….. Efé. 4:31

“VOZ MANSA E DELICADA” (I Reis 19:12)
Louvado sejas, Senhor, pelos séculos dos séculos. Aleluia!

MEDITE NISTO
Meu irmão, Deus não abre mão de santidade e nem negocia com princípios. É muito fácil para você e para mim compreender e aceitar que Jesus veio morrer na cruz e nos conceder vitória, salvação, paz e felicidade. Nada nos custa e nada temos a perder – só a ganhar, não é?
Mas, que lhe parece se lhe disser que o Espírito Santo veio para colocar você e eu na cruz? Isto é, o Espírito Santo veio para crucificar-nos. É fácil ou difícil crer e aceitar isso?
É bem melhor pedir o batismo do Espírito Santo sem que haja qualquer necessidade de reforma ou mudança de vida, não é? É melhor receber tudo de graça e sem esforço, não?
Isto é próprio da natureza humana. Gostar de só receber sem dar nada. É mais fácil comer o que é ruim para a saúde do que evitá-lo. Tomar uma coca-cola (que é veneno comprovado) que beber água pura, estando com sede. É mais fácil comer um carré de porco (outro veneno) que substituí-lo por carne vegetal (de soja).
Meu amado, o Espírito Santo precisa nos colocar na cruz, para que Jesus Se assente no trono do nosso coração. Na cruz terão que ser crucificados o egoísmo, ira, cólera, transgressão, intemperança, presunção e a indiferença ao estudo profundo e sistemático das Verdades bíblicas.